Situação da Saúde Ourinhense não reflete publicismo feito pela PMO

A Prefeitura Municipal tem feito muita publicidade a respeito de uma situação “perto da perfeição” que supostamente vive a saúde de Ourinhos.

Essas matérias acabam suscitando revolta em diversos munícipes que não concordam com as alegações folclóricas e publicistas feitas pela “galática” secretaria de comunicação criada pelo prefeito Lucas Pocay para tentar manter uma boa imagem.

Publicismo é a forma usada para fazer publicidade dissimulada em jornalismo, estimulando os leitores a acreditarem que se trata de uma matéria séria, enquanto apreciam uma peça concebida para ludibriar e desinformar.

A redação de Jornalismo do site Ourinhos Urgente e Portal Akki recebe centenas de críticas sobre essas alegações dos gestores. Dentre elas, muitos moradores de toda a cidade, em especial da região da Vila São Luiz e adjacências, alegam estarem esperando por consultas com especialistas de diversas áreas por um ano ou mais.

O atendimento na UPA é alvo de críticas diárias, inclusive com eventos que culminaram com mortes por suposta negligência de profissionais responsáveis por cuidarem de nossa população.

Muitos munícipes não tem encontrado remédios de alto custo no dispensário central de medicamentos da Secretaria Municipal. Obviamente haverão réplicas alegando que não é de responsabilidade do município tais medicamentos, mas para um prefeito que se van gloria de ser tão próximo a diversos deputados, isso jamais deveria ocorrer. Cadê Walter Ihoshi e Ricardo Madalena que só aparecem na hora de fazer publicidade de si próprios na FAPI e na hora de intervir se isentam?

Os mesmos questionamentos se aplicam as constantes divulgações de chamados para cirurgias. Duzentas cirurgias foram encaminhadas para a Santa Casa de Ourinhos recentemente, o grande questionamento é: Para um gestor que divulgou ter fechado o ano com dezenas de milhões em superávit, por que essas cirurgias já não foram feitas antes. Quantos morreram nesta monstruosa fila, com milhares de pessoas, para que o prefeito começasse a agir?

Esse órgão de imprensa tem sido vítima de cerceamento e boicote por parte de pessoas ligadas a administração, mais especificamente a secretaria de comunicação, que nem ao menos encaminham notas de imprensa, tidas como públicas, mas que o Sr. Secretário de Comunicação seleciona para quem enviar. Mesmo com tanta adversidade não deixaremos de expor a verdade e lutar ao lado  da população de Ourinhos, cobrando resultados e deixando os “parabéns” para ser entregues pela patota instalada no Legislativo Municipal, que ao invés de fiscalizar, tem a falsa impressão de que ganham para agradecer o prefeito.