Agentes impedem a entrada de drogas, celular e faca em presídios

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que, no último final de semana (dias 19 e 20), agentes de segurança flagraram visitantes tentando entrar com drogas (maconha e cocaína) nos presídios abrangidos pela Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Noroeste (CRN). Houve, ainda, apreensão de um aparelho celular, 49 pontos de LSD e também uma faca medindo 21 centímetros de comprimento, escondida em uma vasilha de frutas.  

Os entorpecentes estavam no interior dos corpos das visitantes. Em quatro ocorrências – sendo três delas em um único presídio -, as drogas foram encontradas camufladas no forro da calcinha.

Em todos os casos de tentativa de entrada de material ilícito nos presídios, a Polícia Militar (PM) foi acionada para registrar boletim de ocorrência e tomar medidas cabíveis. Também foi aberto procedimento interno para apurar o envolvimento dos presos que receberiam os materiais no âmbito das unidades prisionais.

Vale destacar que, mesmo com a ampla divulgação na mídia das crescentes apreensões em todo Estado de São Paulo, visitantes seguem tentando burlar as revistas, sem sucesso, graças à perícia de agentes penitenciários aliada à tecnologia dos scanners corporais.

Centro de Ressocialização (CR) Feminino de Araraquara

Uma mulher foi flagrada tentando entrar com um aparelho celular no Centro de Ressocialização (CR) Feminino de Araraquara, no domingo (20), por volta das 12h45. O objeto estava na sacola da visitante.

Ao ser questionada, a ela disse que sua neta brincava com o telefone antes do procedimento de revista e supostamente o teria guardado na bolsa, sem que ela percebesse.

Na delegacia, constatou-se que não havia chip e somente jogos infantis armazenados na memória do celular. A visitante, contudo, não foi autorizada a entrar na unidade prisional, onde visitaria a sua filha.

Penitenciária ‘Nelson Marcondes do Amaral’ (P II) de Avaré

Um mulher foi flagrada com uma porção de maconha escondida no forro da calcinha, durante procedimento de revista realizado na Penitenciária “Nelson Marcondes do Amaral” (P II) de Avaré, no domingo (20), por volta das 8h30.

Ela, que visitaria o seu companheiro na unidade, apresentou bastante nervosismo, o que chamou atenção dos agentes de segurança. Questionada, a visitante negou qualquer irregularidade.

Alertada que seria submetida ao escâner corporal, a mulher acabou confessando que tentava entrar no presídio com droga, cujo peso total contabilizou 8,2 gramas.

Ela foi presa em flagrante e permaneceu à disposição da Justiça. A visitante estava acompanhada de seu filho de 1 ano, que, após os fatos, ficou sob cuidados do Conselho Tutelar. 

Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pontal

O Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pontal registrou três flagrantes, todos no sábado (19), de visitantes tentando entrar com droga na unidade prisional. As apreensões chamaram atenção pelo modo de ação: em todos os casos, os entorpecentes foram localizados ocultos no forro da calcinha, após inspeção pelo escâner corporal.  

Entre os materiais ilícitos apreendidos, havia porções de maconha e de cocaína, além de 49 pontos de LSD.

As visitantes foram encaminhadas à delegacia e presas em flagrante. As três seriam submetidas à audiência de custódia.

Centro de Detenção Provisória (CDP) de Ribeirão Preto

Os agentes de segurança do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Ribeirão Preto tiveram bastante trabalho no último final de semana. Entre sábado (19) e domingo (20), foram quatro flagrantes: três visitantes tentando entrar na unidade com maconha na vagina e um homem com fone de celular no bolso da calça.  

Este último, que visitaria o seu irmão preso, alegou que havia esquecido de tirar o objeto de sua vestimenta antes de entrar no presídio. Ele foi encaminhado à delegacia para prestar esclarecimentos.  

Já nos casos de apreensão de droga, as três visitantes foram flagradas em procedimento de revista no escâner corporal. Uma delas levava 138 gramas de maconha na vagina, outra 160 gramas e a terceira, 195 gramas.

Elas foram encaminhadas para a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Ribeirão Preto e presas em flagrante.

Centro de Detenção Provisória (CDP) de Serra Azul

Agentes de segurança do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Serra Azul impediram a entrada de uma faca na unidade, durante procedimento de revista realizado no domingo (20).

Por volta das 10h40, uma mulher foi flagrada com a faca, medindo 21 centímetros, escondida em uma vasilha de frutas. Questionada, a visitante disse que havia esquecido o objetivo no recipiente, após ter descascado as frutas que levaria para o seu companheiro.

Ela foi impedida de entrar no presídio. Já o reeducando que receberia  visita será submetido a um procedimento disciplinar.


Penitenciária I de Serra Azul 

No domingo (20), por volta das 8h20, o escâner corporal da Penitenciária I de Serra Azul atestou positivo para objeto suspeito escondido na região do quadril de uma das visitantes. 

Após o flagrante, ela foi encaminhada para um banheiro e, na presença de agente feminina, concordou em retirar a maconha escondida em seu ânus, acondicionada em uma fita adesiva. Ela acabou presa em flagrante e permaneceu à disposição da Justiça. 

Em todos os casos, as unidades também instauraram Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam as drogas ou materiais apreendidos. 

A SAP informa que pessoas flagradas tentando entrar com objetos ilícitos em presídios são automaticamente suspensas do rol de visitas.